Queremos convidar você a fazer uma viagem, uma viagem mágica, por diversos países, culturas, hábitos, épocas, onde sua imaginação quiser e você se permitir...

Viajar pelas páginas de nossos livros, por vários gêneros, escritores anônimos e ilustradores e também os ilustres escritores: romances, aventuras, comédias, mistérios, épicos, auto-ajuda, poéticos, didáticos... toda leitura faz o ser humano conhecer, abranger, crescer...

Neste blog vamos divulgar, sugerir, incentivar, um espaço para interagir com você, que vai ser nosso seguidor ou dar apenas uma espiadinha, mas será sempre bem-vindo, como aquele amigo que senta para tomar um café e conversarmos sobre aquelas páginas de um livro que mais nos marcou, ou aquele que estamos lendo no momento, então fica aqui nosso convite, entre no nosso blog, tome um café, enquanto passeia pelos nossas postagens, interaja conosco sempre, estamos aqui na rede aguardando a sua chegada.


Abraços literários.


Aparecida




Vamos trocar idéias, opiniões, interagir?

Tem algum comentário ou sugestão para fazer?

Escreva para nós no e-mail: cafecomleituranarede@gmail.com


Loja Virtual

A loja virtual "Café com leitura na rede" está a todo vapor, e convidamos você a visitar nossa loja, lá lhe aguardam ótimos preços, opções para todos os gostos e um atendimento muito, muito especial e amigo.

Acesse agora mesmo:


Abraços


Equipe Café com Leitura na Rede.



sábado, 28 de fevereiro de 2015

Inspira Estante #12

                                                                                 


Essa é a coluna daqueles que são apaixonados por estantes, principalmente se estiverem abarrotadas de livros. 
                                                                                


É um móvel super versátil, que se adapta a qualquer lugar da casa suprindo as necessidades literárias e ainda mantém os livros pertinho e organizados.
                                                                            


Vamos postar fotos de algumas estantes lindas de se ver, outras interessantíssimas, algumas diferentonas, outras fofas, algumas pequeninas, outras grandonas e tb aquelas que nem  parecem estantes.
                                                                            

  
Nesse mês, de volta às aulas, trazemos boas idéias para decorar o cantinho de estudos para vcs se inspirarem.
                                                                         

                                                                            
                                                                             

                                                                                
                                                                               



E aí, entre essas que apresentamos, qual a sua estante favorita ??????

Abraços Literários e até a próxima.



sábado, 21 de fevereiro de 2015

Click #11

                                                                               


Um click e fique de bem com o mundo através das lentes sensíveis da literatura.
Essa á a coluna onde VCS dizem qual seria a legenda para as imagens.
As imagens que  compartilhamos hoje, é do site Indiretas Literárias que VCS certamente vão amar!
                                     


Indireta é um termo informal que significa no popular, dizer algo de forma para que seja entendido “no ar”.
                                                                           


Agora imagine esse termo mais ou menos assim: indiretas do bem ...
                                                                          


VCS vão se deliciar com as imagens desse site que é maravilhoso especialmente para nós que amamos a literatura: Indiretas Literárias, aqui.
                                                 


As indiretas são todas tão fofas que fica difícil escolher!!!!
                                                              


Qual a favorita de VCS ?????????
                                                                          


                                                                                



Abraços Literários e até a próxima.

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Carnaval- Luiza Trigo

                                                                                  


Nesses dias de folia  gosto mesmo é de sair no bloco Unidos do Sofá, com o ventilador ligado e na companhia de um bom livro. Então nada melhor do que a leitura de um nacional  chamado... Carnaval!
O livro fala de amores de carnaval em pleno Recife, o que equivale dizer que é uma leitura deliciosa.

Sinopse: Gabi é uma garota super fofa e muito divertida. Ao ver o ex beijando outra menina, ela decide esquecer seu passado indo para o Carnaval de Recife. Lá seu objetivo é o de quase todos os foliões, dançar, se divertir e beijar muito! Mas… o que ela não esperava acontece! O coração bate mais forte por um menino de lá e de repente ela se vê metida em várias confusões e problemas, mas o maior deles é o fim do carnaval que traz com ele a despedida dos amigos e do amor que lá nasceu.

Como VCS perceberam minhas últimas leituras tem sido de livros nacionais. Fico muito feliz pelo fato de que nossa literatura está em ótima fase, crescendo e se solidificando. Foi com esse pensamento que eu fechei o Carnaval após uma leitura fluída e cativante.

                                                                          


Gabi acaba de sair de um relacionamento com o coração quebrado por uma traição, mas  não pretende ficar em casa chorando, pelo contrário, decide curar sua tristeza em Recife e Olinda, curtindo o Carnaval nordestino e aproveitando tudo de bom que essa época alegre tem a oferecer. Disposta a curar suas dores ficando com todos os garotos que tivesse vontade, ela conhece Pedro, o garoto por quem todas as meninas já foram apaixonadas e Felipe, o garoto inacessível e que possui como maior defeito uma namorada ciumenta, dividida entre a razão e o coração, ela aos poucos vê todos os seus planos frustrados com a descoberta de um amor encomendado pelo destino e que tem tudo para ir além da quarta-feira de cinzas.
Esse é um daqueles livros que você lê e permanece com VC.
Carnaval tem personagens cativantes, é maravilhoso poder espiar o desenrolar dessa história pelos olhos de Gabi, uma garota animada e cheia de vontade de viver, que de tão determinada, não fica sentada à espera que as coisas aconteçam. Ela viaja para Recife (cidade pela qual é apaixonada, assim como eu!) em busca de diversão para curar seu coração e de colo para matar as saudades da família e dos amigos, dona de uma personalidade fácil de conviver, é o tipo de personagem que você adoraria ter como amiga, pois é certo que ansiaria por ouvir suas histórias.
Além disso, Gabi é uma figura, impossível não se divertir com a personagem e seu jeito atrapalhado de agir, especialmente quando Felipe está por perto. Mas ela tinha motivos,  afinal o garoto é “perfeito”, o príncipe encantado que toda garota sonha em conhecer, toca violão, estuda cinema e tem uma estante de livros que todos nós apaixonados por leitura desejamos muitíssimo. Sem contar que ambos possuem amigos hilários que só acrescentaram a história. Delicioso “conviver” com eles.
Escrita leve e fluída encanta do inicio ao fim. Apesar de poucas páginas a autora consegue conduzir habilmente o leitor por uma intrincada trama de emoções que cativa.
Foi maravilhoso ler e “sentir” a cidade, que é linda, cultural e com muita história para contar, nas suas descrições.  Quem me conhece sabe que sou uma paulistana apaixonada por Recife, a Veneza brasileira, a Florença dos trópicos, a capital do NE;  e sou louca pelos bonecos gigantes, pelo frevo e pelo encanto de lá.

Recomendadíssimo!

Abraços Literários e até a próxima.


domingo, 15 de fevereiro de 2015

A Arte das Capas #16

                                                                                  


A capa de livro é a identidade visual de uma obra literária. Uma nobre embalagem, que desperta os sentidos, desejos, sonhos e emoções, e tem muita história para contar...
A Arte das Capas é a coluna em que mostramos  livros e suas capas.
Bacana pra que vocês conheçam novos livros e novas capas também, já que temos  certeza que muita gente, assim como nós, adora capas de livros!
Nesse mês trazemos esse que é um livro encantador e absolutamente recomendado, pelo qual eu sou completamente apaixonada e que é um dos meus favoritos, Lola e o Garoto da Casa a Lado, de Stephanie Perkins.

                                                                             


São duas as capas do livro, cada uma com seu charme de forma diferenciada.
A capa original (1) do livro mostra a foto de São Francisco e confesso amo capas nesse estilo. Ainda podemos contar com a bela disposição de letras que  ficou totalmente bem feita. Até mesmo o nome da autora na capa que poderia ser um ponto fraco ficou muito bom.
A capa brasileira (2) tem um estilo totalmente diferente da dos EUA.
Podemos ver ao fundo um típico lugar que aparece diversas vezes na narrativa, as casas do bairro Castro – de acordo com o livro o bairro gay mais conhecido no mundo – onde ela vive com seus pais, Nathan e Andy; e o rosto dos nossos protagonistas,
não gosto muito de casais em capas de livros, mas nesse caso eles são a personificação perfeita de Lola e Cricket com todos os pequenos detalhes da narrativa presentes, do estilo vintage dela às pulseiras no braço dele.

Particularmente gostei, muito, das duas capas.
Qual das duas capas VCS preferem ?????

A resenha do livro VCS encontram na Caneca Literária, aqui.

Abraços Literários e até a próxima.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Jornal Poético: Diversos Versos, Inversos e Reversos #14

                                                                                 


Este espaço,  intitulado Jornal Poético: Diversos Versos, Inversos e Reversos,  foi criado,   porque as poesias, os poemas, as rimas, os cordéis, prosa e verso  devem estar ao nosso alcance sempre.
Com a leitura podemos, encontrar e descobrir mundos que existem dentro de nós mesmos.
É  por isso que convidamos você,  a embarcar com a gente nesse Carnaval revivendo uma das antigas marchinhas, conhecida e popular  composição de Noel Rosa, Pierrô Apaixonado.
Afinal, poesia também pode e deve ser cantada não é mesmo ???????

Marcha de Carnaval, também conhecida como "marchinha de carnaval”, é um gênero de música popular que foi predominante no carnaval dos brasileiros dos anos 20 aos anos 60 do século XX.
O criador das marchinhas foi Gabriel Soares, altura em que começou a ser substituída pelo samba enredo em razão de que as escolas de samba não queriam pagar os altos preços cobrados pelos compositores musicais. No entanto, no Rio de Janeiro e em diversas cidades do Brasil, as centenas de blocos carnavalescos que anualmente desfilam durante o carnaval continuam, a cada ano, lançando novas marchinhas e revivendo as antigas.

Cada um de nós, à sua maneira, extrai da vida a poesia que nos cabe.

Pierrô Apaixonado

Um pierrô apaixonado
Que vivia só cantando
Por causa de uma colombina
Acabou chorando, acabou chorando.

A colombina entrou num botequim
Bebeu, bebeu, saiu assim, assim
Dizendo: pierrô cacete
Vai tomar sorvete com o arlequim.

Um grande amor tem sempre um triste fim
Com o pierrô aconteceu assim
Levando esse grande chute
Foi tomar vermute com amendoim.

Um pierrô apaixonado
Que vivia só cantando
Por causa de uma colombina
Acabou chorando, acabou chorando.

A colombina entrou num botequim
Bebeu, bebeu, saiu assim, assim
Dizendo: pierrô cacete
Vai tomar sorvete com o arlequim.

Um grande amor tem sempre um triste fim
Com o pierrô aconteceu assim
Levando esse grande chute
Foi tomar vermute com amendoim.



E VC leitor  qual sua marchinha de Carnaval preferida ????

Abraços Literários e beijos poéticos.

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Loja Virtual Café com Leitura na Rede: Carnaval Literário-

                                                                                   
                                                                               

O hábito da leitura é uma das melhores maneiras para obtermos informação, companhia, lazer e cultura.
Mergulhar nas páginas de um livro é descobrir tesouros antigos e também abrir as portas para novas conquistas.
Ler é viajar no tempo. Viaje para onde sua imaginação quiser.
Ler é  viver. Quem lê, voa mais alto, vai mais longe e vive melhor.
Ler faz bem para a saúde, para a mente e para o coração.

Nós do Café com Leitura na Rede vestimos a fantasia e entramos no clima do Carnaval!
Para VCS  que preferem sair  na “Unidos do sofá”  lendo um bom livro, nesse
mês de fevereiro disponibilizamos para venda,  por preços imperdíveis,  livros bacanérrimos na nossa lojinha virtual, aqui.

Aguardamos vcs com carinho e um atendimento vip que vai encantar nossos clientes-parceiros.
Confiram!

Abraços Literários.

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

A Bolsa Amarela - Lygia Bojunga

                                                                                


A Bolsa Amarela é a história de uma menina que entra em conflito consigo mesma e com a família ao reprimir três grandes vontades (que ela esconde numa bolsa amarela) - a vontade de crescer, a de ser garoto e a de se tornar escritora. A partir dessa revelação - por si mesma uma contestação à estrutura familiar tradicional em cujo meio "criança não tem vontade” - essa menina sensível e imaginativa nos conta o seu dia-a-dia, juntando o mundo real da família ao mundo criado por sua imaginação fértil e povoado de amigos secretos e fantasias. Ao mesmo tempo em que se sucedem episódios reais e fantásticos, uma aventura espiritual se processa, e a menina segue rumo à sua afirmação como pessoa.

Excelente demonstração de que livros infantis são ótimos pra adultos.
A história é contada de maneira simples, mas vamos reconhecer lá muitas das aflições e desejos das crianças.
O livro foca em 3 vontades de Rachel (a personagem principal): ser grande, ser menino e ser escritora.
O que torna o livro interessante é a criatividade da personagem.
Tem guarda-chuva que fala em outro idioma, tem carretel de linha, alfinete, e vontades que engordam e emagrecem fisicamente!
Outra coisa bacana foi perceber como as crianças se sentem tolhidas perto dos adultos.
Às vezes fazemos e dizemos coisas que parecem não importar muito, mas que significam muito para uma criança, e que fazem com que ela passe horas e dias pensando sobre o assunto!
Temos que tomar cuidado com essas atitudes, pra não acabar costurando o pensamento delas!

Um adorável livro, recomendado  para crianças e adultos.

Abraços Literários e até a próxima.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Tá Falando Grego?

                                                                                    


Em "Tá falando grego?”, Hofstetter conta a história de Paulinho Acne, Leonardo e sua grande paixão, Tatiana. Paulinho é um cara esquisito e não é muito bom em nenhuma matéria do colégio (com exceção de história, em que misteriosamente só tirava nota máxima). Seu apelido o definia com perfeição: “Acne, por causa das milhares de espinhas que nasciam diariamente em sua cara”. Já Leonardo é o mais esperto da turma, além de ser o único capaz de aturar o papo chato e as estranhezas de Paulinho. No livro, Tatiana é “uma deusa morena, maravilhosa e saudável” aos olhos de Leonardo. Juntos, os três amigos descobrem que um livro de matemática, aparentemente comum, contém questões que ao serem solucionadas, farão essa turma viajar no tempo e parar na Grécia Antiga.

O texto de Ricardo Hofstetter foi uma surpresa. Não tinha lido nada do autor, mas conhecia sua colaboração em Malhação ID, novelinha teen da Globo.
No livro, somos apresentados ao protagonista, Léo, por meio de narrativa em primeira pessoa. Um primeiro encontro animado e engraçado onde ele descreve de forma hilária um colega de classe que não vai bem na maioria das matérias. Exceto em história ... Essa figura é Paulinho Acne e ele é que é o detentor do segredo que leva à aventura no enredo: um livro de matemática que, quando um problema é resolvido, dá propriedades que vão desde fazer chover até viajar no tempo. Esse livro pertencia ao seu avô, que sumiu há muitos anos.
O mote da narrativa é interessante e bastante atraente, embora  não seja uma novidade. É uma fórmula do tipo "Jumanji", só que sem a aventura fantástica que dá o tom ao filme.
A proposta é viajar no tempo, e Paulinho, Léo e Tatiana, voltam à Grécia Antiga. Em nenhum momento o autor tenta esconder o fato de que essa parte é superdidática.
As aventuras do livro ajudam a dar uma engrenada na narrativa, mas faltou uma melhor apresentação dos dilemas, mais base para os personagens e uma carga dramática um pouco mais intensa. Coisas que mudam completamente o cotidiano de uma pessoa não podem ser encaradas de forma corriqueira.
É um livro focado no público infantojuvenil com enredo  simples, mas que de certa forma cativa.
Poderia ter sido mais bem trabalhado, no entanto pode conquistar leitores por conta da temática histórica que ele envolve.


Abraços Literários e até a próxima.